domingo, 12 de junho de 2011

Violencia em Mossoró

Secretário Aldair Rocha

Secretário nega ação de exterminadores
Os primeiros cinco meses de Mossoró foram marcados pelo aumento exagerado no número de assassinatos ocorridos principalmente na região periférica da cidade. Até a sexta-feira passada, a cidade já havia sido palco de 101 mortes. Os crimes são cometidos basicamente da mesma maneira: dois homens em uma motocicleta, um desce e atira à queima-roupa ou curta distância. Com as mortes, a suspeita em torno dos temidos grupos de extermínio volta à tona, mas as autoridades não confirmam.
No início desse ano, o então delegado-geral da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, Elias Nobre de Almeida, afirmou ao JORNAL DE FATO que um grupo de extermínio que atuava a partir de Mossoró em várias cidades da região Oeste estaria sendo investigado. Até agora, o resultado dessa suposta investigação ainda não veio à imprensa. Entretanto, na semana passada, o secretário da Segurança Pública e da Defesa Social do RN, Aldair Rocha, disse descartar a ligação dessas mortes ocorridas na cidade com grupos de extermínio.
Fonte: Jornal de Fato