quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Investimentos



RN terá o maior número de parques eólicos nos leilões de energia
A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) acaba de divulgar o total de projetos habilitados no país para os leilões de energia que serão realizados nos dias 17 e 18 deste mês. O Rio Grande do Norte, que tinha o maior número de parques eólicos inscritos, em relação aos demais estados, continua na liderança, com 75, dos 116 parques que havia cadastrado, com sinal verde para participar da disputa.  A oferta de energia dos projetos potiguares chega a 1.989 MW, cerca de 32,86% do total que deverá participar dos leilões.
Os demais estados que irão concorrer são Rio Grande do Sul (com 57 parques); Ceará (54); Bahia (33) Piauí (12) e Pernambuco (9).
A fase de habilitação é a etapa em que é feita a conferência de documentos jurídicos, institucionais e técnicos, como licenças, dos projetos inscritos. Só as empresas que atendem a todos os requisitos exigidos pelo governo federal recebem aval para seguir em frente na disputa.
Os leilões são importantes porque garantem às empresas mercado para comprar a energia e, consequentemente, ajudam a viabilizar os projetos. No Rio Grande do Norte, por meio desse sistema, centenas de parques estão saindo do papel, gerando uma série de empregos e investimentos bilionários, principalmente na fase de construção.
A fonte eólica apresenta a maior quantidade de projetos e de oferta habilitados para os leilões deste mês: ao todo, 240 parques geradores e uma capacidade total de 6.052 MW deverão participar da disputa, em que vence quem vender pela menor tarifa. Além das eólicas, os leilões terão a participação de projetos de termelétricas movidas à biomassa (principalmente de cana-de-açúcar), térmicas a gás natural e pequenas centrais hidrelétricas, além da ampliação da usina hidrelétrica de Jirau, no rio Madeira.
Agência Estado