sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Momento Paulo Coelho


O desejo deve ser forte

O yoga Ramakrishna ilustra, com uma parábola, a intensidade do desejo que precisamos ter:

O mestre levou o discípulo para perto de um lago.
- Hoje vou ensiná-lo o que significa a verdadeira devoção – disse.
Pediu ao discípulo que entrasse com ele no lago, e segurando a cabeça do rapaz, colocou-a debaixo d’água.
O primeiro minuto passou. No meio do segundo minuto, o rapaz já se debatia com todas as forças para livrar-se da mão do mestre, e poder voltar a superfície.
No final do segundo minuto o mestre soltou-o. O rapaz, com o coração disparado levantou-se, ofegante.
- O Sr. quis matar-me! – gritava.
O mestre esperou que ele se acalmasse, e disse:
- Não desejei matá-lo – porque se desejasse, você não estaria mais aqui. Queria apenas saber o que sentiu, enquanto estava debaixo d’água.
- Eu me senti morrendo! Tudo que desejava na vida era respirar um pouco de ar!
- É exatamente isso. A verdadeira devoção só aparece quando só temos um desejo, e morreremos se não conseguirmos realizá-lo.