sábado, 20 de agosto de 2011

Politica I


Agripino Maia quer força política em torno da governadora Rosalba Ciarlini

O termômetro para a composição de alianças partidárias às eleições do próximo ano indicará, hoje, os rumos dos partidos que ensaiam união para 2012 e com reflexos no pleito de 2014. Ontem o presidente nacional do Democratas, senador José Agripino Maia, afirmou que a convenção estadual que o DEM realiza neste sábado reunirá políticos que pensam um projeto comum. Diante dessa afirmação, as presenças do presidente estadual do PMDB, deputado federal Henrique Eduardo Alves, e do ministro da Previdência Social, senador licenciado Garibaldi Alves Filho (PMDB), devem confirmar que as duas legendas seguirão unidas. A dúvida é sobre o PR, do deputado federal João Maia, e do PSD, controlado pelo vice-governador Robinson Faria.
Segundo informações enviadas às redações pela assessoria de imprensa do DEM, o senador José Agripino afirmou que as pretensões do Democratas é fechar alianças fortes e comprometidas com o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Isso já a partir das eleições de 2012. "O pleito de 2012 é um fato político que vai acontecer naturalmente e vai ser, evidentemente, realizado sob a égide de alianças que já estão em fase de preparação. É claro que estarão na convenção aqueles com quem temos afinidades, com quem pretendemos fazer alianças em todo estado", disse Maia.
Agripino afirmou que as alianças terão foco de fortalecer o sistema político em torno da governadora Rosalba Ciarlini. Ele deixou claro que os entendimentos que estão em andamento com o PMDB e PR visam a garantia de sustentação política, no sentido de suporte a projetos e ações que dependam do Governo Federal.