sábado, 26 de novembro de 2011

Robô "Curiosity" inicia jornada em busca de vida em Marte

O robô mais bem equipado até hoje para investigar a existência de vida em outros planetas, o "Curiosity", iniciou neste sábado uma jornada de aproximadamente nove milhões e meio de quilômetros e oito meses de duração, na qual buscará respostas para a pergunta: "existe vida em Marte?".
O foguete Atlas V, que carrega o robô, foi lançado às 13h02 (de Brasília) da plataforma 41 na Estação da Força Aérea na Flórida, e atravessou a camada de nuvens a mais de 24 mil quilômetros por hora. Se tudo ocorrer como o planejado, em agosto de 2012 uma plataforma equipada com quatro foguetes propulsores se aproximará da superfície marciana na cratera Gale, e transportará para o solo o robô de uma tonelada e três metros de comprimento.
A missão do "Curiosity" poderá revolucionar o conhecimento humano sobre Marte. "É uma proeza da engenharia e nos fornecerá conhecimentos científicos que nem sequer podemos imaginar", disse Doug McCuistion, diretor do programa de prospecção de Marte da Nasa.
O robô é um veículo equipado para investigar se existiu ou ainda há em Marte as condições orgânicas (moléculas compostas de carbono) para a presença de vida, e também se o planeta teve água em seu passado. O robô explorador usará instrumentos de alta tecnologia para analisar amostras de ar, solo e rocha.
Por meio de uma combinação de dados, os cientistas conseguiram avaliar se as moléculas encontradas possuem carbono e se vieram de um ser vivo ou não.
Além disso, o "Curiosity" medirá as temperaturas do ar e do solo, a velocidade e direção dos ventos, a pressão atmosférica, a umidade e a radiação ultravioleta ao seu redor.
Essas informações ajudarão os pesquisadores a entender como o solo e a atmosfera do Planeta Vermelho interagem, o que poderia dar pistas sobre a presença de formas microscópicas de vida sob as finas camadas de sal de sua superfície.